5 dicas a considerar antes de entrar com uma ação judicial por danos pessoais

Fonte: florinroebig.com

É provável que haja momentos em que você ou um ente querido precise de representação legal após sofrer uma lesão. Grandes cidades como Chicago são conhecidas por suas ruas movimentadas e às vezes perigosas. Infelizmente, milhares de acidentes ocorrem nas estradas de Chicago todos os anos, resultando em ferimentos graves e até morte em alguns casos.

Se você se machucou em um acidente, pode estar pensando em abrir um processo por danos pessoais. Os acidentes podem ser devastadores, e os processos por danos pessoais podem ajudar as pessoas feridas a obter a indenização de que precisam para reconstruir suas vidas. No entanto, o processo de entrar com uma ação por danos pessoais pode ser complicado e estressante. Antes de abrir o processo, aqui estão três coisas que você deve considerar.

1. Você precisa de um advogado?

Fonte: lawdistrict.com

Muitos casos de danos pessoais podem ser resolvidos sem ir ao tribunal. Isso é especialmente verdadeiro para disputas de pequenas causas em que ambas as partes podem chegar a um acordo sem recorrer ao tribunal. No entanto, ações mais complicadas geralmente requerem os serviços de um advogado. Um advogado de danos pessoais pode ajudá-lo a entender seus direitos legais e ajudá-lo a lutar por um acordo justo.

Os custos associados à contratação de um advogado geralmente são cobertos como parte de seu acordo ou sentença. Os advogados também podem ajudá-lo a preservar as evidências em seu caso para garantir um resultado bem-sucedido. Contratar um advogado como Rosenfeld Advogados de Lesões se você estiver na área de Chicago, geralmente é uma boa ideia se estiver pensando em abrir um processo por danos pessoais.

2. A que quantidade de compensação você tem direito?

Fonte: morrisbart.com

Calcular o valor de sua reivindicação de ferimento pessoal pode ser complicado. Alguns danos são fáceis de calcular, como o custo de tratamentos médicos e salários perdidos. Outros danos, como dor e sofrimento e trauma emocional, são mais difíceis de calcular. Para determinar a quantidade de compensação a que você tem direito, seu advogado precisará investigar minuciosamente seu caso.

Seu advogado fornecerá uma recomendação sobre um valor de liquidação apropriado. É importante lembrar que, embora seu advogado possa sugerir um valor de acordo específico, cabe a você aceitar ou recusar a oferta. Aceitar um acordo de liquidação pode encerrar o caso e limitar sua capacidade de buscar uma compensação adicional no futuro. Por esse motivo, é importante considerar todos os acordos propostos antes de aceitá-los, mesmo que seu advogado o recomende.

3. Quanto tempo levará para resolver meu caso?

Fonte: woomerlaw.com

Processos de danos pessoais podem levar meses ou até anos para serem resolvidos. A maioria dos casos envolvendo ferimentos graves leva pelo menos dois anos para ser resolvida. Nesses casos, você precisará ser paciente à medida que seu caso avança no sistema judicial. É melhor não tomar decisões importantes na vida durante esse período, pois elas podem afetar o resultado do seu caso. Também é importante manter seu advogado informado sobre quaisquer mudanças importantes na vida que possam afetar seu caso.

4. Devo resolver meu caso?

Você só deve resolver seu caso se tiver chegado a um impasse em negociações com a outra parte, ou se foi feita uma oferta de acordo menor do que você espera recuperar no julgamento. Na maioria das circunstâncias, é melhor buscar um acordo justo e justo em vez de arriscar um julgamento por júri na esperança de ganhar um prêmio maior.

Na maioria dos casos, você pode evitar as despesas e a incerteza de um julgamento, resolvendo sua reclamação por um valor razoável e justo, dados os fatos e circunstâncias do seu caso. Geralmente, a maioria dos casos é resolvida fora do tribunal antes que uma ação judicial seja movida. No entanto, em alguns casos, o julgamento pode ser necessário para obter um acordo justo.

5. E se eu não obtiver justiça do Tribunal?

Fonte: riverrunlaw.com

Se você acredita que sua lesão é resultado da negligência de outra pessoa, você pode entrar com uma ação judicial contra a parte culpada. Durante o litígio, seu advogado tentará provar a responsabilidade do réu, estabelecendo que o réu tinha o dever legal de agir razoavelmente em seu caso. O réu violou este dever ao deixar de usar o cuidado razoável ao operar seu veículo ou de alguma outra forma causar seu ferimento.

Uma vez estabelecida a responsabilidade, o próximo passo é calcular o valor da sua reclamação, a fim de determinar a quantidade de indenização a que você pode ter direito. Em uma ação judicial bem-sucedida, você receberá uma indenização para cobrir despesas médicas passadas e futuras, perda de salários, dor e sofrimento e outros danos associados ao acidente. Se você não obtiver um julgamento favorável após entrar com a ação, poderá apelar da decisão e argumentar que o juiz cometeu um erro ao aplicar a lei aos fatos do seu caso.

Conclusão

Fonte: doughroller.net

Após uma lesão, é natural que as pessoas se perguntem como pagarão suas contas médicas e recuperarão o dinheiro necessário para sustentar a si mesmas e suas famílias durante a recuperação. Reivindicações de lesões muitas vezes se perdem na confusão em grandes cidades como Chicago, onde há tantas pessoas feridas e advogados que estão ocupados tentando ganhar o próximo dólar para pagar a próxima conta. Compreender seus direitos legais é importante para proteger seus interesses e recuperar o dinheiro necessário para se recuperar de seus ferimentos.

Um advogado de danos pessoais pode ajudá-lo a entender seus direitos e orientá-lo nas etapas necessárias para proteger seus interesses e garantir que você receba uma compensação justa por seus ferimentos. Se você foi ferido em um acidente de carro ou sofreu outro tipo de dano pessoal devido à negligência de outra pessoa, um advogado de danos pessoais pode fornecer as informações necessárias para proteger seus direitos e buscar a recuperação que você merece.

Um acidente de carro é um evento traumático que muitas vezes causa lesões físicas e danos materiais. Se você ou um ente querido foi ferido em um acidente de carro causado por negligência de outro motorista. Nesse caso, é importante consultar um advogado experiente em danos pessoais o mais rápido possível para garantir que seus direitos sejam protegidos e você receba a compensação que merece.